Provar o mundo à dentada, entre amigos, é uma aventura única. Com a Emirates, a experiência pode começar nas nuvens, muito antes de se chegar ao destino.

A bordo da Emirates, voamos para a derradeira ilha paradisíaca, Bali: com praias magníficas, arrozais de perder de vista e aldeias encantadoras, é o destino ideal para casais em clima de romance.

Pinterest, Instagram, Facebook... não há rede social que não tenha sido invadida pela “moda” da gastronomia. Hoje, mais que nunca, viaja-se para comer – e partilhar com o mundo o que se comeu. De preferência, em boa companhia.

Se a gastronomia é uma porta de entrada para a descoberta de um destino, com a Emirates, esta experiência começa ainda durante a viagem. Afinal, se temos os amigos connosco, porque não aproveitar para desfrutar uma excelente refeição e mostrá-la com o “mundo” com a ajuda do wi-fi grátis a bordo?

Normalmente não associaríamos uma viagem de avião a experiências gastronómicas, mas é também essa a ideia que a Emirates tem vindo a mudar. Local e sazonal são conceitos que a companhia aérea faz questão de trazer para as suas refeições a bordo, optando por produtos do país de destino, idealmente da estação, e oferecendo a possibilidade de adaptar os menus, que são atualizados todos os meses, aos gostos e necessidades de cada passageiro. Dos completos menus pré-definidos da Classe Económica à vasta seleção à carta oferecida na Classe Executiva e Primeira Classe , todas as opções podem ser conhecidas com antecedência, bastando para isso fazer uma busca no site da companhia com os dados do voo.

Local e sazonal são conceitos que a companhia aérea faz questão de trazer para as suas refeições a bordo, optando por produtos do país de destino

Mas existem limitações quando se servem refeições a 30 mil pés de altitude, como a baixa humidade e pressão que afetam o nosso paladar quando voamos. É também a estas questões técnicas que a Emirates tem dedicado a sua atenção. No novo A380, por exemplo, o problema da pressão na cabine é já praticamente inexistente. Neste avião, a pressão a bordo é semelhante à que sofreríamos numa casa de montanha, o que permite que as diferenças no paladar se tornem quase irrelevantes e que a experiência de jantar se faça, literalmente, nas nuvens. Ainda assim, todo o menu é pensado para ter em conta as caraterísticas específicas das refeições a bordo, com técnicas de confeção e receitas que ultrapassam estas limitações. Também os vinhos escolhidos, vindos um pouco de todo o mundo, harmonizam-se na perfeição com o menu do mês. Tudo se combina para tornar estas viagens inesquecíveis.

Usufrua desta experiência de voo na companhia dos seus amigos e aproveite para brindar a mais bons jantares, às viagens por vir e aos muitos sabores por provar.